Trabalho remoto na Seeker


Na Seeker adotamos o trabalho remoto desde 2014, e hoje a maior parte da equipe trabalha em home office. 
Além dos ganhos mais óbvios, como economia nos custos fixos (ex.: aluguel do escritório), há ganhos ainda mais importantes como aumento do engajamento dos funcionários, por conseguirem reduzir o tempo de deslocamento no trânsito, aumentando assim a qualidade de vida.
Dois fatores foram fundamentais para que o trabalho remoto funcionasse para nós: tecnologia e processo.
Do lado da tecnologia testamos continuamente várias ferramentas disponíveis no mercado, como Skype, Skype for Business, Slack, Microsoft Teams, One Drive, Join.me, Google Drive, Wetransfer, Google Apps for Work, Office 365, etc. Atualmente utilizamos o Microsoft Teams para comunicação – mensagem e vídeo – entre a equipe, Skype e Skype for Business para comunicação com clientes, OneDrive para compartilhamento de arquivos e Office 365 para emails e aplicativos.
Do lado do processo adotamos a metodologia Scrum. Nossos sprints semanais tem as seguintes etapas: 
  • Sprint Planning: 2ª feira de manhã, até 1h30 de reunião, onde são definidos os projetos e tarefas (estórias) que iremos trabalhar naquela semana.
  • Daily Scrum: 3ª, 4ª, 5ª e 6ª de manhã, até 15 minutos de reunião, onde cada membro da equipe apresenta o que foi realizado no dia anterior, o que será realizado no dia atual e se há algum obstáculo.
  • Story Time: 4ª feira a tarde, até 1h00 de reunião, onde são discutidas as principais estórias que farão parte do sprint seguinte.
  • Sprint Review e Sprint Retrospective: 6ª feira a tarde, até 1h30 de reunião, onde são apresentadas as estórias concluídas para todos os envolvidos – equipe interna e clientes – e onde é feita uma análise de como foi o sprint e de como podemos melhorar continuamente.
Uma ferramenta que nos ajuda muito no processo é o SGP, nosso sistema de gestão de projetos. Nele inserimos e detalhamos cada estória do sprint, colocamos em ordem de prioridade e definimos um número de pontos (horas) que serão alocadas naquela estória. O sistema faz ainda o controle de horas trabalhadas (timesheetem cada estória, o que nos ajuda a avaliar a rentabilidade de cada projeto.

Mas mesmo tendo as melhores ferramentas de tecnologia e os melhores processos nada substitui a boa comunicação, e o Microsoft Teams é a ferramenta que tem melhor nos ajudado nesse sentido.

Photo: Office picture designed by Jcomp / Freepik